Pesquisar
Close this search box.

Prefeitura pede imóvel onde funcionava sede de associação de moradores

Após a limpeza, a sede deverá será preparada para reativação
Facebook
LinkedIn
WhatsApp
Telegram
Email
Prefeitura pede imóvel onde funcionava sede de associação de moradores
Prefeitura vai utilizar o terreno para ampliação da unidade de saúde da Vila Angélica. Foto: divulgação

No início do mês de julho, a Prefeitura de Araucária solicitou que a Unamar (União das Associações de Moradores de Araucária), desocupasse o imóvel onde funcionava a associação de moradores da Vila Angélica. O motivo, segundo a administração, seria a futura utilização do imóvel para a ampliação da Unidade Básica de Saúde Nossa Senhora de Fátima, que fica ao lado da sede da associação.

A Unamar disse que estava responsável pelo imóvel enquanto a associação estava desativada. “Em 2019, a então presidente da associação, sem ouvir a comunidade, entregou as chaves do imóvel para a Prefeitura. Então a Unamar foi até a Prefeitura e pediu para ficar lá, até que a nova diretoria assumisse. Mas agora eles afirmaram que vão ampliar o posto de saúde e querem o terreno. Também alegaram que a associação não vinha prestando contas, mas por conta da pandemia, estava tudo parado mesmo. Infelizmente é um espaço que a comunidade perde”, lamentou Luiz Kaill, presidente da Unamar.

Sobre a retomada do imóvel, a Prefeitura confirmou que em abril de 2019, a associação de moradores da Vila Angélica fez a entrega formal das chaves do local, que é um prédio da Prefeitura, que estava cedido à entidade. Disse que recentemente, apenas notificou a Unamar sobre a desocupação do imóvel (que atualmente está vazio) para poder planejar uma ampliação da área da unidade de saúde, melhorando o atendimento à comunidade local. No documento emitido pela Prefeitura no dia 8 de julho, a Unamar tem um prazo de 15 dias para desocupar a sede.

Texto: Maurenn Bernardo

Publicado na edição 1271 – 22/07/2021