Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp

Solenidade de formatura dos 356 participantes
Solenidade de formatura dos 356 participantes

A qualificação, sem dúvida, é um grande diferencial no mercado de trabalho. Por isso, Araucária tem investido cons­tantemente no setor, através da oferta de cursos para a po­pulação. No dia 17 de junho, 356 formandos receberam certificados no Centro de Convivência, em oito cursos promovidos pela Secretaria de Trabalho e Emprego (SMTE).

As turmas formadas foram de capacitação para encanadores, competências transversais, auxiliar de mecânica industrial, técnicas para entrevista, atendimento ao público, panificação, matemática básica avançada e mão na massa. Os cursos foram realizados através de uma parceria entre a Prefeitura com o Senai, Gerar, Senar, Sanepar, Festpan e Sindicato Rural.

Sílvia Regina Belarmino, 38 anos, fez o curso mão na massa, que envolve técnicas de panificação e confeitaria. Com cinco filhos para criar e com o marido procurando emprego, ela diz que o curso a tem ajudado a trabalhar por conta. “Consigo pagar as minhas contas e estou satisfeita. É o segundo curso que faço e consegui dicas muito boas. Vale a pena”, relata a doceira, especialista em fazer bolo de estrogonofe de nozes com cocada branca.

Outra profissional que recomenda as qualificações ofertadas pela SMTE é a recepcionista Adriana Inácio. Ela participou da turma anterior de recepcionista e também de informática básica e avançada. “São gratuitos e de ótima qualidade, utilizo os conhecimentos no meu dia a dia, principalmente os de informática, que é o mínimo exigido no mercado de trabalho”, complementa.

Ótimos resultados

O diretor geral da SMTE, Guilherme Miranda, destaca que na atual administração foram mais de 10 mil capacitações ofertadas para a população. O secretário da pasta, José Joval Conceição, ressalta que a SMTE tem verificado com as empresas a demanda de cursos mais buscados para proporcionar para a mão de obra local.

“Temos buscado também instituições parceiras para a realização de mais capacitações e os esforços têm sido contínuos. Com a atual recessão que o país passa já é difícil emprego para quem tem qualificação, sem qua­lificação fica mais difícil ainda. Por isso são importantes os investimentos nessa área”, lembra.

Foto: Victor Lovato / SMCS

CONTEÚDO RECOMENDADO

VEJA TAMBÉM