fbpx

O primeiro meio de transporte de Araucária, seguindo as linhas retas traçadas pelas linhas da estrada de ferro, desde o início do século. Foi aqui que grande parte do progresso e das construções de Araucária chegaram e formaram grande parte da nossa História.
Ainda podemos ver aqui um pouco do que foi a estação e o movimento dos trens que diariamente passavam, que faziam o transporte de pessoas, mercadorias de todo tipo e de diversos tamanhos. Pela estrada de ferro chegavam e saíam da estação os produtos da região e chegavam os encomendados, foi aqui que as estruturas para construção das pontes metálicas sobre o Rio Iguaçu chegaram e foram transportados por dezenas de carroças até o local onde estão até hoje.
Toda a movimentação dos trens e da parada na estação deu o nome ao Bairro de Estação, que até hoje é preservado embora já não haja mais o movimento dos trens. Esta imagem feita do alto da residência do saudoso Wenceslau Jasiocha, mostra a frente da estação, desde a composição sobre os trilhos, embora a própria estação apareça apenas um trecho a esquerda, atrás há um barracão com portas e janelas, ali foi a primeira instalação da Sociedade Operária Beneficente de Araucária – SOBA, antes da construção da Sede própria na Rua Dr. Victor do Amaral, e também foi o local da primeira instalação do Armazém Waseko, à direita duas grandes construções: a primeira casa era residência e bar, que ficou bastante conhecido pelos nomes de seus proprietários, era o Bar da Rosa e mais tarde Bar do Padilha, em seguida o outro barracão era um Depósito de Cereais do saudoso Francisco Jess. Entre a antiga SOBA e o antigo Bar está a Rua Geronin Durski e no final dela aparece a casa do saudoso Professor Zadislaw Zawadzki. Todas as construções citadas já não existem mais, foram demolidas e dão lugar à outras construções modernas.
A estação e as linhas da estrada de ferro, foram demolidas e atualmente no seu lugar está a PR 423, em frente ou na sequência da Rua Geronin Durski hoje há um trevo e ruas de intenso fluxo de veículos, a mudança ocorrida nesta paisagem dos anos 60 foi total, apenas permanece inalterado a antiga casa do Professor Zawadzki, onde funcionou o primeiro Ginásio de nome Alma Mater e o telhado da casa do Sr. Waseko de onde esta foto foi feita como registro da passagem implacável do tempo e do progresso. que vem modificando todas as antigas formas que até então nos pareciam bem feitas, mas o nome do Bairro para sempre será Estação.

A estação que virou nome de bairro, O Popular do Paraná
Foto – acervo de ROGÉRIO JASIOCHA

Texto: Terezinha Poly

VEJA TAMBÉM

Mais vagas

O prefeito Hissam Hussein Dehaini (Cidadania) acaba de enviar à Câmara de Vereadores um projeto de lei aumentando o número de vagas para o cargo

Enem 2024: saiba o que muda na prova

O Novo Ensino Médio está sendo aplicado desde o início deste ano e para se adequar ao formato, o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem)

Máquina Fotográfica

Iéu ficando zoiando o retrato da familha dependurado na sala de casa, nóis tudo pequeno fazendo uma escada de 5 fio porque Flortcha inda estando

“Ai de vós hipócritas”

Vivemos na sociedade do consumo onde o dinheiro é o supremo objetivo do dia a dia, que adorado como deus justifica nosso status, e todos

A você Pai, a nossa eterna gratidão

Uma das figuras mais emblemáticas e significativas em nossa vida, é a do nosso pai. Nesta palavra tão curta, está contida a história de um

O inesquecível Bar do Donato

Aqui temos o interior do antigo Bar do Donato. Quem conheceu nunca esquece deste lugar. O bar localizava-se na Praça Dr. Vicente Machado e sua

As pessoas têm direito de mudar seus nomes?

Muitas são as pessoas que nos questionam acerca da possibilidade ou não de alteração de seus nomes. Seria possível? Vejamos!De início se diga que, qualquer

Estudantes: parabéns!

Eu sempre gostei de ir à escola. Motivo de piada por parte de meus colegas e irmãos, eu admitia: ia para a escola para estudar.

Compartilhe