Esfaqueado sobrevive e ainda pede socorro

Por volta de 5h da manhã de quinta-feira, 1º de janeiro, populares que passavam pela rua Maranhão, bairro Costeira, encontraram um sujeito esfaqueado dentro de