Pesquisar
Close this search box.

Codar gasta quase R$ 2 mi na compra de terreno

Área tem 24 mil metros quadrados e está localizada às margens da PR-423
Facebook
LinkedIn
WhatsApp
Telegram
Email

Área tem 24 mil metros quadrados e está localizada às margens da PR-423
Área tem 24 mil metros quadrados e está localizada às margens da PR-423

O Diário Oficial do Município trouxe nesta semana a informação de que a Companhia de Desenvolvimento do Município de Araucária (Codar) acaba de se tornar a proprietária de uma área de um alqueire na localidade de Campina das Pedras, às margens da PR-423, que liga Arau­cária a Campo Largo.

O terreno custou R$ 1,8 milhão e sua compra causou certa estra­nheza, já que – até onde se sabia – não havia nos planos da Compa­nhia projeto prevendo a aquisição de áreas. Inclusive, na Lei Orçamentária Anual para este ano, aprovada no final de 2015, não existe qualquer previsão de reserva de recursos para este fim e nem menção de projeto a ser executado em imóvel a ser adquirido futuramente.

A área adquirida tem 24.200 metros quadrados, fica ao lado da empresa Fertilize e pertencia ao casal Dorivaldo Rodrigues de Souza e Rosemary Minelli de Souza. O dinheiro para compra do imóvel veio justamente da venda de uma série de terrenos que pertenciam a Codar. Ainda conforme consta no extrato do contrato de compra e venda, a aquisição foi feita por meio de dispensa de licitação. No entanto, não há na publicação a especificação de qual dos critérios previstos na Lei de Licitações para adoção da modalidade de dispensa foi o utilizado pela Companhia.

Em contato com a direção da Codar, esta informou apenas que a ideia da companhia é utilizar a área para construção de uma incubadora de empresas nos mesmos moldes daquela instalada em frente à Pontifícia Universidade Católica (PUC), em Curitiba.

Ainda segundo a companhia, a opção especificamente por aquele terreno foi o fato dele estar localizado numa área plana, às margens de uma rodovia e não possuir nenhum tipo de restrição ambiental. “Queremos construir ali uma incubadora de empresas, um projeto voltado à inovação, que foi uma reivindicação feita em conversas que tivemos com representantes de grandes empresas instaladas em Araucária”, argumentou o diretor presidente da Codar, Marco Antonio Ozório.
05-politica-cor-copy
Texto: Waldiclei Barboza / FOTO: DIVULGAÇÃO