Pesquisar
Close this search box.

Colégio Rocha Pombo terá consulta pública e pode se tornar cívico-militar

Colégio Rocha Pombo terá consulta pública e pode se tornar cívico-militar_2
Foto: Divulgação.
Facebook
LinkedIn
WhatsApp
Telegram
Email

A Secretaria de Estado da Educação (SEED-PR) lançou esta semana o edital referente à consulta pública que determinará a adesão de escolas estaduais de ensino regular ao modelo cívico-militar, para o ano letivo de 2024. O modelo educacional combina elementos da gestão civil com a presença de profissionais militares da reserva (inativos) na administração e na rotina escolar.

São 127 escolas, listadas no edital (6º ao 9º ano do Ensino Fundamental e do Ensino Médio), que irão decidir sobre a adesão, abrangendo aproximadamente 80 mil alunos da rede estadual. Em Araucária, a votação acontece em apenas uma instituição, no Colégio Estadual Rocha Pombo, localizado no bairro Thomaz Coelho.

A consulta pública está prevista para os dias 28 e 29 de novembro, no próprio colégio, no horário das 8h às 22h, para dar oportunidade aos pais ou responsáveis que trabalham. Podem participar os professores, funcionários e pais de alunos matriculados na instituição. Estudantes maiores de 16 anos também participam do pleito e, para votar, é necessário levar documento pessoal com foto.

Os responsáveis terão direito a um voto por filho menor de idade matriculado na escola. Votará somente um responsável por Código Geral de Matrícula (CGM) do estudante. O resultado da votação será divulgado no dia 5 de dezembro.

O objetivo da votação é assegurar transparência na escolha e, principalmente, medir o grau de interesse de todos os envolvidos — gestores, professores, alunos, familiares — em fazer parte da iniciativa.

De acordo com a SEED, um dos critérios para que o colégio seja indicado à consulta pública para aderir ao modelo cívico-militar é justamente a demonstração de interesse por parte da comunidade escolar. A SEED também defende o modelo dos colégios cívico-militares por proporcionarem a ampliação do aprendizado devido à maior quantidade de aulas que é oferecida aos estudantes, aprimorando assim a qualidade do ensino com aulas adicionais de português, matemática e o fato de se tornar uma unidade curricular exclusiva de cidadania e civismo, permitindo o conhecimento das leis, da Constituição Federal, além do papel dos três poderes, e de valores como ética, respeito e cidadania.

Edição n.º 1389