A Soldado Pricila Cruz Mangoni, da Polícia Militar de Araucária, praticou um ato de heroísmo e evitou que um jovem de 21 anos tirasse a própria vida. O fato, que quase terminou em tragédia, aconteceu no bairro Santa Terezinha, no município vizinho de Fazenda Rio Grande, quando a policial se deslocava de viatura para o ponto base da Operação Múltiplos. No trajeto, ela se deparou com um rapaz pendurado em um ponto de ônibus, com um fio de telefone em volta do pescoço. “Parei imediatamente e quando cheguei até ele, vi que já estava inconsciente e desfalecido, então o ergui, até que não fosse mais pressionado pela corda e pedi ajuda para alguns transeuntes que estavam próximo. Eles me ajudaram a erguê-lo e retirar a corda do pescoço. Depois disso vi o pulso e os batimentos cardíacos do jovem, que foi voltando ao normal com o passar do tempo. Logo chegaram mais viaturas de apoio”, relatou a policial.

Ela relatou ainda que o Samu foi acionado e encaminhou o jovem para a UPA do município de Fazenda Rio Grande e que a equipe policial acompanhou todo o procedimento, pois o jovem estava muito alterado e nervoso. “Ele recebeu atendimento médico e não havendo mais riscos, encerramos a ocorrência”, contou.

Com 14 anos de Polícia Militar, sendo 12 deles trabalhando em Araucária, a Soldado Pricila Cruz Mangoni conta que já presenciou diversas situações de tentativa de suicídio, porém foi a primeira que conseguiu evitar. “É sempre muito triste. No momento fiquei muito apreensiva, com receio de não conseguir soltar ele a tempo.

Mas depois fiquei muito feliz e grata a Deus pela oportunidade de ajudar a salvar uma vida. O sentimento foi de dever cumprido”, declarou a policial.

Em ato de heroísmo, uma policial militar evita que jovem tire a própria vida, O Popular do Paraná
Foto – divulgação

Texto: Maurenn Bernardo

VEJA TAMBÉM

Compartilhe