Esgrimista araucariense conquista o Bronze no Sul-Americano da Bolívia

Facebook
LinkedIn
WhatsApp
Telegram
Email

A araucariense Gabriela Moraes continua se destacando na esgrima. No último dia 21 ela conquistou medalha de bronze no Campeonato Sul- Americano, realizado na cidade de Cochabamba, na Bolívia. Ela competiu pela Seleção Brasileira de Sabre Juvenil, na categoria Espada Cadete, ao lado de grandes nomes da modalidade. “Fiquei super feliz por ter sido convocada para jogar um sul-americano. Lá o ar é rarefeito, e eu achava uma frescura, mas na real, foi uma luta, cheguei a saturar 86. Competi em duas categorias diferentes, Cadete e Juvenil, e em duas armas, Sabre e Espada”, disse Gabriela.


A jovem iniciou na esgrima no final de 2018, com 14 anos, no projeto da Secretaria Municipal do Esporte, Lazer e Juventude de Curitiba, que era gratuito e acontecia na Praça Afonso Botelho. “Comecei por recomendação médica e em 2019 eu já estava competindo profissionalmente e encerrando o ano entre os 6 primeiros do ranking nacional”, comemorou.


Desde então, Gabriela ganhou diversos torneios e chegou a ser vice-campeã brasileira pela Seleção Paranaense de Esgrima. Em 2020, com a pandemia, as competições pararam e retomando em 2021, quase foi convocada para o Mundial do Cairo, no Egito – foram convocadas as 3 primeiras esgrimistas e ela era a quarta. No final do mesmo do ano foi convocada para um Sul-Americano na Colômbia e ficou em 11º lugar.


Em 2022 também levou bronze no Campeonato Brasileiro em 2 Armas, no Sabre e Espada, se classificou e foi convocada para um Pan-Americano em Lima, no Peru, onde disputou em várias categorias e 2 armas. Quase medalhou, ficou em 4º lugar. Na sequência a jovem foi para o Mundial em Dubai, também competindo em várias categorias e 2 armas, onde ficou em 20º lugar. “Ainda fui campeã paranaense e bronze no Brasileiro, mas minha maior conquista foi, sem dúvida, a convocação para o Sul-Americano”, destacou.


Atualmente Gabriela representa o Círculo Militar do Paraná, onde treina com o técnico Luciano de Souza.

Esgrimista araucariense conquista o Bronze no Sul-Americano da Bolívia
Compartilhar
PUBLICIDADE