Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp
Na rua, os celulares à vista são um chamariz para os bandidos. Foto: divulgação

Estudantes de Araucária estão sendo vítimas de assaltantes no caminho de ida ou volta para a escola. Nas últimas semanas, vários relatos chegaram ao conhecimento da redação do Jornal O Popular. Segundo a Guarda Municipal de Araucária, os estudantes são presas fáceis para pequenos criminosos, que procuram vítimas para roubar telefones celulares ou algum trocado.

E o relato dos estudantes é quase sempre o mesmo: os assaltantes os perseguem e obrigam a parar no caminho, com ameaças do tipo “Tô armado, deixa eu ver o que você tem no bolso”, e pedem o celular da vítima.

“Oficialmente, recebemos apenas três situações dessa natureza, mas sabemos que existem muitos casos. E o pedido é para que a população entre em contato no 153 no momento do fato, repassando o maior número de informações possíveis. No relatório que temos o roubo foi de celular, e a orientação é que os estudantes não deixem o aparelho aparente e não permitam que seja uma distração”, recomenda a diretora geral da Secretaria Municipal de Segurança Pública, Jaqueline Dias.

Segundo ela, os bandidos buscam as vítimas que identificam como mais vulneráveis, e estar desatento é um fator relevante. “Andar nas ruas exige atenção. Atenção aos veículos, às pessoas que se aproximam. E sempre é importante não ter em mãos algo que chame a atenção desses marginais. Estas são algumas dicas que a Secretaria de Segurança faz à população”, recomendou.

A Guarda Municipal de Araucária atende 29 escolas urbanas e 6 rurais, com patrulhamento preventivo e alternado.

Publicado na edição 1290 – 02/12/2021

CONTEÚDO RECOMENDADO

VEJA TAMBÉM