Família da Helô faz vakinha e feijoada para custear tratamento da garotinha

Facebook
LinkedIn
WhatsApp
Telegram
Email

A família da Heloisa, de apenas três anos, continua travando uma batalha incansável na busca de recursos para custear o tratamento da pequena. Ela nasceu prematura e, ainda na Unidade de Terapia Intensiva (UTI), apresentou problemas respiratórios e uma lesão cerebral, que causou grave atraso em seu desenvolvimento. A família já fez algumas vakinhas e rifas para conseguir o valor necessário para custear todos os procedimentos que a Helô necessita, já que o convênio de saúde não cobre, mas os custos são muito altos, e as campanhas não podem parar.


Atualmente, uma vakinha virtual está em andamento, cuja meta é R$ 150.000,00, mas até o momento, poucas pessoas contribuíram e o valor arrecadado está muito abaixo do esperado. Segundo a família, a Helô tem um significativo atraso em seu desenvolvimento, ela está em tratamento com fisioterapeuta, terapeuta ocupacional, fonoaudióloga e estimulação visual. “Recentemente descobrimos a Clínica Neuroreab, em Tubarão, Santa Catarina, que utiliza diversos métodos de tratamento, sendo um deles o Intensivo Therasuit e a fisioterapia neurofuncional, que pode acelerar o desenvolvimento da Heloísa.

Além desses métodos, também são utilizados outros recursos extremamente importantes ao seu desenvolvimento, como por exemplo estimulação transcraniana, eletroestimulação e plataforma galileu. A clínica é particular e nosso plano de saúde não aceita custear o tratamento. Estamos vendo a possibilidade de ingressar com liminar na justiça, mas até conseguirmos a Heloisa não pode esperar. O tempo pra ela custa o seu desenvolvimento, por isso conto com a ajuda de todos”, clamou a mãe Alesandra Kolakowski. Ela disse que com o valor da vakinha será possível pagar 6 intensivos therasuit, sendo que o valor de cada é de R$25mil.


Feijoada


Outra ação que a família está realizando para arrecadar fundos é a “Feijuca da Helô”, que será no próximo dia 16 de outubro, a partir das 11h30, após a Missa, na Capela Santíssima Trindade, que fica na rua Francisco Drewniak, 102, bairro Costeira.


O valor do convite é R$ 40,00 e dá direito a uma feijoada completa. Reservas podem ser feitas pelo fone (41) 99191-2213. No local também haverá música ao vivo com a dupla Rigel e Kaike Ribeiro e o grupo Amigos da Vaneira.


Serviço


Para contribuir com a vakinha da Helô, acesse https://www.vakinha.com.br/vaquinha/seja-um-heroi-ou-heroina-da-helo, você pode pagar através de PIX na chave 2708775@vakinha.com.br. A família também recebe doações através do PIX 41 997688645, em nome de Rafael Galvani Machado (pai da Helô).
Se você quer conhecer mais sobre a história da pequena Helô e acompanhar sua rotina diária, acesse seu perfil no Instagram @helovitoria02.


Família da Helô faz vakinha e feijoada para custear tratamento da garotinha
Foto – divulgação

Texto: Maurenn Bernardo

Compartilhar
PUBLICIDADE