Pesquisar
Close this search box.

Família do Capinzal se une e cria projeto para atender crianças carentes

Facebook
LinkedIn
WhatsApp
Telegram
Email
Família do Capinzal se une e cria projeto para atender crianças carentes
Primeira ação do grupo atendeu 180 crianças. Foto: divulgação

Um projeto que nasceu dentro de uma conversa entre integrantes de uma família da área rural de Capinzal vem ganhando força e visibilidade, ao mesmo tempo em que está ajudando muitas crianças em situação de vulnerabilidade social. O Castelo de Madeira, criado a pouco mais de três meses, realizou sua primeira ação no sábado, 4 de dezembro, na comunidade do Campo do Bastião (Campo Seco), com doações de brinquedos e doces para aproximadamente 180 crianças. “O momento foi mágico, porque em apenas um mês de divulgação, conseguimos muitas doações. A proporção se tornou gigante, e ainda sobraram brinquedos para a próxima ação que faremos na comunidade, e doces que doamos para um projeto parceiro na localidade de Serrinha (Contenda)”, disse Merelyn, uma das criadoras do projeto.

A voluntária conta que ela e os familiares Adriano, Suellem, Rodrigo e Jean estavam em um churrasco quando começaram a debater sobre a situação complicada do mundo atual e veio a discussão em torno do que eles poderiam fazer para ajudar a amenizar a situação. “Sempre fazemos viagens, vamos a shows, então pensamos que poderíamos pegar um pouco desse gasto, muitas das vezes fútil, e aplicar em uma causa social para ajudar o próximo, uma vez que esse ano foi tão difícil e muitas pessoas foram afetadas por conta da pandemia. Nossa ideia inicial foi realizar ações atemporais para crianças carentes da região metropolitana, levando a elas um pouco de alegria e sorrisos, mas o projeto foi ganhando forma e hoje temos planos maiores”, relembra.

O projeto não vai parar por aqui, porque o grupo já planeja ações ao longo do ano, em datas como a Páscoa, Dia das Crianças, Dia da Família, Dia do Livro, da Mulher, entre outras. Acesse as redes sociais: Instagram “Projeto Castelo de Madeira” e Facebook “Castelo de Madeira”, para conhecer o projeto e dar a sua contribuição.

Texto: Maurenn Bernardo

Publicado na edição 1291 – 09/12/2021