Familiares de Dijamar Wilson Ferreira da Luz, 56 anos, estão desesperados à sua procura. Ele está desaparecido desde o dia 23 de abril, por volta das 17h, do jardim Manoel Bandeira. Segundo a mãe, o filho teria se arrumado e avisado que iria sair. Ainda de acordo com ela, Dijamar estaria usando calça jeans, moletom preto e tênis, e saiu levando seu cartão do TRIAR.
“Minha mãe tem 80 anos e nos passou essas informações sobre o dia que ele sumiu, mas ela está muito nervosa e um pouco confusa, não consegue lembrar de mais detalhes”, disse Sandra. Ela disse ainda que a família solicitou junto ao TRIAR, qual foi o último dia que Dijamar utilizou o transporte coletivo e descobriram que foi em 8 de fevereiro, ou seja, no dia em que sumiu, não chegou a pegar nenhum ônibus.
“Meu irmão é funcionário público aposentado e era agente de segurança. Ele tem depressão e apresenta confusão mental, além de certa dificuldade em se relacionar com outras pessoas, mas tem um coração enorme e sempre foi muito honesto. Estamos fazendo de tudo para tentar encontrá-lo, inclusive realizando buscas em áreas de matagal. Se alguém tiver alguma notícia que possa levar ao paradeiro dele, por favor, nos avise”, pediu Sandra.
O telefone de contato é o (41) 99125-0639.

Foto – divulgação

Texto: Assessoria

CONTEÚDO RECOMENDADO

VEJA TAMBÉM

Pablo Rosales é campeão brasileiro de jiu jitsu

O araucariense Pablo Rosales, 15 anos, aluno do colégio metropolitana, se consagrou campeão no Campeonato Brasileiro de Jiu Jitsu, organizado pela Confederação Brasileira (CBJJ). O

Compartilhe

Share on twitter
Share on facebook
Share on telegram
Share on whatsapp