Fevereiro Roxo e Laranja: mês de conscientização sobre lúpus, fibromialgia, Alzheimer e leucemia

Foto: Divulgação
Facebook
LinkedIn
WhatsApp
Telegram
Email

O segundo mês do ano é marcado pela campanha Fevereiro Roxo e Laranja, cujo objetivo é a conscientização sobre a prevenção das principais doenças crônicas que afetam a população. A ação também promove a importância do diagnóstico precoce e como combater essas enfermidades.

A cor laranja remete à necessidade de redobrar as atenções quanto à leucemia e à conscientização sobre a importância da doação de medula óssea. De acordo com a Clínica São Vicente, a leucemia é um câncer que se inicia na medula óssea, onde o sangue é produzido, por isso a importância da doação. Além disso, a campanha frisa a importância da prevenção, pois quanto antes diagnosticada doença, maiores serão as chances com o tratamento.

Os exames de sangue de rotina se enquadram na prevenção da leucemia, e caso haja suspeita, é realizado o exame chamado mielograma.

Os principais sintomas da doença são: sangramento nas gengivas e no nariz; inchaço no pescoço, cansaço; dores nos ossos e nas articulações; manchas roxas e avermelhadas na pele. O Tratamento é feito com medicação quimioterápica, controle da doença e se necessário transplante de medula óssea. “O transplante não ocorre por processo cirúrgico, mas sim por punção ou aférese. O transplante de medula óssea é um gesto de amor!”, afirma a clínica.

Já a campanha Fevereiro Roxo foi criada em 2014 com o lema ‘’Se não houver cura, que ao menos haja conforto’’, pensada nas doenças Alzheimer, fibromialgia e lúpus, doenças crônicas e que não tem cura, mas que possuem formas de controlar e retardar sintomas de maneira que permita ao paciente conviver com as enfermidades. A campanha busca conscientizar a população de que o diagnóstico precoce é o melhor caminho para retardar e controlar sintomas.

Vamos conhecer algumas características dessas doenças

Fibromialgia – a doença pode causar dor muscular generalizada, crônica e que não apresenta evidências de inflamação nos locais de dor. A fibromialgia ainda não possui tratamentos medicamentosos, mas a indicação da prática regular de exercícios físicos, fisioterapia e acupuntura podem ajudar com as dores e efeitos secundários da doença.

Lúpus – uma doença autoimune crônica com períodos de exacerbação e remissão que tem como sintomas inflamações nos rins, pulmões, coração e até sistema nervoso. Ainda não possui cura para o lúpus, mas o tratamento e mecanismos de regulação podem controlar e até fazer desaparecer os sintomas da doença.

Mal de Alzheimer – o Alzheimer é a causa mais comum da demência, é um transtorno neurodegenerativo progressivo que se manifesta alterando comportamentos e comprometendo a memória recente e atividades do cotidiano. A doença também não possui cura e o tratamento visa manter mecanismos de controle dos sintomas.

“Portanto, a Leucemia que também faz parte dos alertas de fevereiro e possui cura de 50% em adultos de até 60 anos e 90% em crianças desde que diagnosticada precocemente e Fibromialgia, Lúpus e Alzheimer que não possuem cura, somente

tratamento e acompanhamento médico mostram que têm em comum o diagnóstico precoce como melhor alternativa. Em todas elas, é possível oferecer melhor qualidade de vida para o paciente e por isso a necessidade do acompanhamento com profissionais e a divulgação dessa campanha. Venha fazer parte!”, convida a Clínica São Vicente.

Para sanar dúvidas ou para agendar uma consulta com o reumatologista, oncologista ou para outros atendimentos clínicos da Clínica São Vicente, entre em contato pelo telefone (41) 3552-4000 ou WhatsApp: (41) 98780-1440.

Edição n.º 1403

Compartilhar
PUBLICIDADE