A Firenzze Projetos, que desde 2009 tem sido responsável pela elaboração de projetos residenciais, comerciais e industriais na região, está constantemente em busca de inovação e otimização para crescer. Focando na qualidade de vida das pessoas, no crescimento da sociedade e no meio ambiente, a Firenzze está sempre imprimindo soluções em seus serviços, e é por isso que se adequou a uma Lei Complementar que foi aprovada recentemente em Araucária.

“A Lei Complementar nº 27/22 trata da regularização de edificações no Município e irá facilitar a emissão de alvarás para imóveis já construídos que não possuem o documento. A Firenzze já está desenvolvendo seus serviços com base na nova legislação e está preparada para sanar todas as dúvidas dos clientes”, afirma William Cella, arquiteto e urbanista responsável pelo escritório.

Segundo ele, a cidade ainda tem muitas edificações como casas, comércios, indústrias, entre outros imóveis, que não possuem Alvará de Construção, um documento obrigatório no Município. São edificações pertencentes a pessoas que construíram sem o acompanhamento de um arquiteto ou engenheiro civil e sem a autorização da Prefeitura. “E a boa notícia é que agora, conforme diz a nova Lei, elas terão a chance de regularizar seus imóveis, e a Firenzze está pronta para assessorá-las”, acrescenta William.

O arquiteto lembra ainda que antes, em alguns casos, para se conseguir o alvará era necessário reformar ou até mesmo demolir parte da edificação, agora, mediante contrapartida financeira, é possível regularizar várias situações, como por exemplo edificação sobre área destinada ao recuo frontal obrigatório;  área ou testada de sublote inferior ao mínimo exigido; imóvel que não atende a taxa de permeabilidade mínima, ou seja, aqueles casos em que foi feito calçamento sobre a área que deveria ser destinada à jardim;  vagas para estacionamento de veículos inexistentes ou insuficientes.

No entanto, William reforça que ainda existem algumas situações em que a restrição será mantida. Por exemplo, se o imóvel possui porta/janela a menos de 1,5m do vizinho (neste caso é preciso realizar adequações na construção, fechando definitivamente a porta ou janela); se o imóvel foi construído em Área de Preservação Permanente (APP), terá que ser demolido e a área recuperada;  se há uso proibido, ou seja, o imóvel precisa estar em conformidade com os parâmetros de uso do solo (atividade que pode ser exercida de acordo com a zona estabelecida na Lei de Zoneamento de Uso e Ocupação do Solo).

Sobre a Firenzze

A Firenzze Projetos possui uma equipe multidisciplinar de profissionais qualificados, entre arquitetos e engenheiros. Com mais de 10 anos de atuação, conquistou o reconhecimento de muitos clientes por proporcionar as melhores e mais completas soluções, não apenas nos projetos.  A empresa já conta com vários projetos elaborados, atendendo clientes de Curitiba e região metropolitana, e cidades do Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul e São Paulo. “O reconhecimento dos clientes vêm coroar o trabalho da empresa, que está diretamente voltado ao propósito de realizar o sonho da casa própria ou ainda de melhorar as condições de moradias das pessoas”, diz William.

Serviços

A Firenzze Projetos está localizada na Avenida Dr Victor do Amaral, n° 1136, sala 21, Centro. Oferecem todos os projetos para uma obra, seja residencial, comercial ou industrial. O atendimento é das 08h00 até às 12h00 e das 13h00 até 17h00m, de segunda a sexta-feira, e o telefone é (41) 3552-6951.

Foto – Marco Charneski

Texto: Maurenn Bernardo

CONTEÚDO RECOMENDADO

VEJA TAMBÉM

Compartilhe

Share on twitter
Share on facebook
Share on telegram
Share on whatsapp