Pesquisar
Close this search box.

Interrupções no fornecimento de água deixam consumidores da Sanepar irritados

Facebook
LinkedIn
WhatsApp
Telegram
Email

Não é de hoje que os araucariense estão na bronca com a Sanepar em função das constantes interrupções no abastecimento de água. No jardim Iguaçu, a consumidora Giovana Caus diz que quase todo sábado falta água na sua casa. “Estou indignada porque sábado é o dia que gente lava roupa, limpa a casa, e é sempre a mesma história: liga as torneiras e não sai um pingo de água. Entendo que as manutenções são necessárias, mas precisa ser exatamente no final de semana, que é quando as pessoas que trabalham fora todos os dias aproveitam para cuidar dos afazeres domésticos?”, reclama.

Outro consumidor, morador do Centro, alega que toda vez que precisam relatar com a Sanepar para falar de algum problema, o telefone não atende. “Não sabemos mais a quem reclamar, estamos à mercê de uma empresa que deveria ter mais respeito com os consumidores, pelo menos atendendo as ligações”, declara.

Moradores do jardim Califórnia também estão indignados com as constantes falta de água. “Toda semana é a mesma folia, a gente vai abrir as torneiras e nada de água. A Sanepar sempre alega que emite comunicados antecipados avisando os consumidores sobre as paradas de manutenção e outras, mas nem todo mundo tem acesso. Isso deveria ser mais controlado”, denunciou.

Sobre as reclamações, a Sanepar informou que a última parada programada que teve em Araucária foi na semana passada. Na quarta-feira (15), foi feita a substituição de equipamento na rede de distribuição, que afetiu o abastecimento de água nos bairros Cachoeira, Campina da Barra, Costeira, Iguaçu e Tindiquera. O serviço foi feito a partir das 8 horas da manhã e a normalização do fornecimento de água ocorreu às 8h da manhã de quinta-feira (16).

Disse ainda que nenhuma parada está programada para os próximos dias, mas orientou o consumidor a conferir informações sobre serviços no aplicativo Sanepar ou ainda comunicar a falta de água pelo whatsapp: (41) 99544-0115.

Edição n. 1355