A pedagoga, contadora de histórias e mediadora de leitura Jacqueline Machado Carteri decidiu fazer uma campanha de financiamento coletivo independente para a publicação do seu novo livro “Feito Cão e Gato”, que traz ilustrações de AyaChi-mi. Autora de várias outras publicações, a araucariense afirma que a grande vantagem do financiamento coletivo é a agilidade na publicação, livrando o autor da ansiedade pela resposta da editora, que por muitas vezes não retorna nem para dar uma resposta negativa. “Com esse tipo de campanha, os escritores se tornam independentes e podem publicar seus livros com o apoio de pessoas que acreditam no seu trabalho’, disse a autora.

Jacqueline acredita no poder da palavra falada e escrita, acredita na literatura e na transformação das pessoas. Através de suas histórias, quer levar um pouco de amor, encantamento, alegria e disseminar o gosto pela leitura. Ela também é autora dos livros “Capitu lê” (2017) e “Leopoldo, o imaginador” (2019) e tem um poema publicado pelo município, em edital da Lei Aldir Blanc.

A escritora conta que a história do seu novo livro, “Feito Cão e Gato”, nasceu durante uma internação que ela sofreu por conta de uma infecção. “Por estar na UTI, eu tinha que ficar sozinha, sem receber visitas e a cabeça tinha que funcionar de alguma forma. Como eu não tinha onde registrar a história, que é toda rimada, eu ficava repetindo os versos para decorar. Depois que melhorei e sai do hospital, a primeira coisa que fiz foi escrever a história. Guardei e agora resolvi, publicar”, relata.

Segundo a escritora, é um conto infantil que conta a história de dois vizinhos, uma velha e um velho e seus bichinhos de estimação. “É uma narrativa leve e romântica, cheia de doçura e amor. A Ana Paula Frazão fez toda a editoração do livro, com as ilustrações lindas da Ayachi-mi, que me foi apresentada por ela, e que logo pegou o espírito da história, fazendo desenhos que se harmonizam perfeitamente à narrativa. Como é uma produção independente, resolvemos fazer um financiamento coletivo para poder publicar e divulgar o livro. Os livros comprados antecipadamente serão entregues na casa dos colaboradores assim que ficarem prontos e ainda tem promoções com brindes para quem comprar mais de um exemplar”, explica.

A ilustradora

AyAchi-mi (Jaqueline Cheguera da Silva) é ilustradora, escritora e desenvolvedora de jogos independentes no Colora Games, um estúdio criado por ela que tem foco em Visual Novels, jogos que se concentram na narrativa e aspectos visuais. Suas ilustrações têm inspiração no traço manga, porém também busca adquirir aprendizados com outros estilos.

No ano de 2021, fez um estágio obrigatório da faculdade que estava cursando, e optou por fazê-lo na Casa Eliseu Voronkoff. Por esse motivo, teve a oportunidade de fazer as ilustrações para o livro.

“Em seu processo de criação, ela leu toda a história, e com base nisso, pensou e planejou cada uma das ilustrações, sempre seguindo a proposta. Em sua opinião, essa foi uma ótima experiência, além de enriquecedora, pois nunca tinha ilustrado um livro desse gênero antes”, contou Jacqueline.

Serviço

A cada 10 exemplares vendidos do livro “Feito Cão e Gato”, um será doado para instituições públicas ou bibliotecas comunitárias. A campanha de financiamento coletivo para a publicação da obra foi feita pelo Apoie-se e está disponível no link https://apoia.se/feitocaoegato

Foto – divulgação

Texto: Assessoria

CONTEÚDO RECOMENDADO

VEJA TAMBÉM

Compartilhe

Share on twitter
Share on facebook
Share on telegram
Share on whatsapp