Pesquisar
Close this search box.

Jogo da Copinha foi a julgamento e Araucária corre o risco de ser eliminado

Facebook
LinkedIn
WhatsApp
Telegram
Email

Uma confusão marcou a última rodada da Copinha da Repescagem no último sábado (25/11), no campo do Tropical.

O time do Araucária, que tinha o mando de jogo e enfrentaria o Fortaleza com a vantagem do empate, em uma partida única, decidiu não jogar. Isso porque os vestiários estavam trancados e as traves estavam sem as redes, situações que contrariavam o regulamento da competição.

Segundo um dos integrantes do Araucária, a equipe visitante do Fortaleza, ao chegar no campo, se deparou com esta situação, então fez seus jogadores trocarem de roupa em frente às residências vizinhas, causando um certo constrangimento. “Isso foi contra o regulamento, já que um dos principais critérios é que a equipe mandante forneça vestiários com chuveiros e água quente, o que não ocorreu”, disse o jogador.

O jogo estava previsto para começar às 09:45, o Fortaleza esperou além da tolerância de atraso, que conforme o regulamento era de 15 minutos, e às 10:20 se retirou do gramado, porque o adversário não apareceu. Diante do ocorrido, a equipe visitante entrou com um recurso pedindo WO, porém a partida foi a julgamento pela comissão disciplinar do campeonato. O Araucária, que tinha grande chances de chegar à final, corre o risco de ser eliminado da Copinha.

Edição n.º 1391