Pesquisar
Close this search box.

Marista Lab: Ensino médio – como ajudar na transição e adaptação?

Foto: Divulgação
Facebook
LinkedIn
WhatsApp
Telegram
Email

O apoio familiar é fundamental para que o estudante se sinta mais confiante e tranquilo para enfrentar a nova etapa escolar.

É comum que os estudantes que estão iniciando o Ensino Médio sintam um misto de animação e ansiedade. E o sentimento não é à toa: mesmo que seja um ciclo mais curto do que o Fundamental, é considerado mais trabalhoso. Afinal, os conteúdos exigem um nível de abstração e cognição mais elaborado, a carga acadêmica é maior e ainda há a proximidade do vestibular.

Por isso, assim como em outras etapas da vida, o apoio familiar é fundamental para que o estudante se sinta mais confiante e tranquilo para encarar as mudanças. “Os pais devem se fazer presentes, apoiando não somente nos estudos e escolha da carreira, como oferecendo o suporte emocional adequado”, ressalta a coordenadora do Ensino Fundamental e Médio do Colégio Marista Sagrado Coração de Jesus, Rosangela Dambroski dos Santos.

Além da maior quantidade de disciplinas e carga horária elevada, também é importante que os jovens desenvolvam uma maior independência pessoal e acadêmica. Isso significa maior autonomia e responsabilidade na organização da rotina de estudos e conclusão de tarefas, por exemplo.

Vestibular

Mesmo no início do Ensino Médio, já é possível começar a pensar no vestibular, Enem e em qual carreira gostaria de seguir. “Com o tempo como aliado, fica mais fácil escolher com calma e se informar sobre as áreas de atuação de cada profissão”, orienta a coordenadora.

Nesta fase, uma das dicas é fazer simulados e outras atividades voltadas aos vestibulares. Desta forma, o estudante consegue se familiarizar com o formato e linguagem da prova, identificar dificuldades, melhorar habilidades de estudo e organização de tempo e ainda reduzir o nervosismo, desenvolvendo maior controle emocional.

Edição n.º 1401