Muitas canções e uma só saudade: cantores e compositores araucarienses aceitam desafio e compõem músicas para homenagear a cidade

Facebook
LinkedIn
WhatsApp
Telegram
Email

Cantores e compositores, conhecidos no cenário artístico de Araucária e região, tem um presente especial para entregar a cidade em homenagem ao seu aniversário de 133 anos. Eles escreveram suas próprias composições, alguns com letras mais românticas e outros apostando num tom mais divertido. São letras que expressam fatos importantes da história da cidade, seus primeiros habitantes, a garra e a união do seu povo, as riquezas que aqui existem e ainda relembram comércios que, apesar de não existirem mais, estão guardados na memória dos araucarienses.

O desafio em compor a música para homenagear a cidade foi lançado pelo Jornal O Popular para 11 artistas locais, sete deles abraçaram a ideia. As letras estão neste suplemente especial, mas existe a proposta de que as composições sejam gravadas em estúdio, num futuro próximo.

André di Barros

Muitas canções e uma só saudade: cantores e compositores araucarienses aceitam desafio e compõem músicas para homenagear a cidade
Foto: Divulgação.

André di Barros é cantor e compositor, nascido em Araucária.  Começou sua carreira muito cedo, cantando em casa, num Coral feito pelo seu pai maestro junto com seus irmãos, oportunidade em que aprendeu a dividir vozes. Aos 17 anos começou sua carreira musical participando de festivais pelo Brasil, nas categorias MPB, sertanejo e composição. Participou também de reality musicais na TV como Pospstars, Raul Gil, Ídolos, Fama, Próximo nº1 Villa Mix no canal Multishow – o maior reality sertanejo do Brasil e Canta Comigo na TV Record.

Integrou uma banda show como vocalista onde ficou por dois anos, chamada Louis Lane. Em 2004 formou dupla com Wesley Bachega, gravando 5 CDs e 2 DVDs ao vivo e fez shows nas mais conceituadas casas, em diversos estados do Brasil. Cursado em canto erudito e popular, André também atua como professor de técnica vocal e vocal coach para artistas de todo o país, e atua também como back vocal para artistas e em estúdios.

André tem um canal no YouTube onde semanalmente posta vídeos de músicas cover de variados estilos, com grande número de visualizações. Participa ainda de festivais de interpretação destacando-se sempre, figurando entre as primeiras colocações pelo Brasil. Em 4 anos já coleciona mais de 200 troféus.

Pinha Pinheiro

(Composição e poesia: André di Barros)

Pinha Pinheiro Araucária,
sinto o amor pelo ar
Em nossa cidade, do nosso povo
Sinto o amor emanar
Pinha Pinheiro
Araucária, sinto o amor pelo ar
Em nossa cidade, do nosso povo
Sinto o amor emanar
São 133 anos, de muita história e valor
Povo de garra e união, lutando com fé e amor
Pinha Pinheiro
Araucária sinto o amor pelo ar
Em nossa cidade, do nosso povo
Sinto o amor emanar
Pinha Pinheiro
Araucária, sinto o amor pelo ar
Em nossa cidade, do nosso povo
Sinto o amor emanar
Somos tindiqüera
Somos terra dos pinheirais
Somos gralha azul
Somos símbolo do Paraná
Pinha Pinheiro Araucária
sinto o amor pelo ar
Em nossa cidade, do nosso povo
Sinto o amor emanar
Pinha Pinheiro
Araucária, sinto o amor pelo ar
Em nossa cidade, do nosso povo
Sinto o amor emanar

Débora Grassi

Muitas canções e uma só saudade: cantores e compositores araucarienses aceitam desafio e compõem músicas para homenagear a cidade
Foto: Divulgação.

A música entrou na vida da cantora Débora Grassi quando ainda criança, despertando o interesse pela arte em Araucária. Participou de grandes festivais de música, peças teatrais, interpretou com excelência o Hino Nacional em importantes solenidades, shows musicais pela cidade e região e ainda participou de grandes eventos relacionados à arte.

Hoje seus trabalhos expandiram e ela faz shows aqui no Paraná, São Paulo e Santa Catarina, sempre se dedicando cada dia mais para levar ao seu público muita alegria.

Araucária

(Composição: Débora Grassi)

Tindiqüera de muitas histórias
Que nos fazem emocionar
Transformou-se em Araucária
Cidade símbolo do Paraná
Cada canto tem seu brilho
Pro seu povo iluminar
Gente forte que tem brio
Junto a você quer prosperar
Araucária de hoje amanhã e sempre
Cidade que pensa na gente
Cidade que tem seu valor
Araucária cidade que segue pra frente
Nos faz pensar diferente
Pra se orgulhar de você com louvor

Isah Bueno

Muitas canções e uma só saudade: cantores e compositores araucarienses aceitam desafio e compõem músicas para homenagear a cidade
Foto: Divulgação.

Isah Bueno é cantora há mais de 15 anos, cresceu vendo os tios cantarem e se apaixonou pela música. Compositora, dançarina e produtora musical, paranaense nascida na cidade de Telêmaco Borba, vive atualmente em Araucária. Já se apresentou em grandes eventos como “Minha cidade é massa”, comandou o Trio Tremendão no réveillon da virada de 2022 de Caiobá e também comandou a virada de 2023 em Itaoca (SP). Isah já realizou shows pela TV Evangelizar, entre muitos outros.

Participa de festivais de interpretação e composição pelo Brasil e vem conquistando vários prêmios, trazendo troféus para casa, sempre representando Araucária e Curitiba. Também já teve o prazer de atuar como jurada e realiza cerimônias de casamento, levando com sua voz, muita emoção e sentimento em suas interpretações.

Seus shows tem um repertório diferenciado, com músicas que vão desde o clássico até a atualidade, passando por vários ritmos. A cantora diz que a proposta é sempre fazer com que o público, além de ouvir suas músicas preferidas, também se divirta dançando junto com os bailarinos que abrilhantam seus shows.

Araucária minha terra

(Composição: Isah Bueno)

Araucária
Tua força mostra sua grandeza
Na alma dos seus filhos exala sua beleza
Índio cabloco europeu
Riquezas deixadas
Tradições plantadas no sangue de um povo
Que na terra do pinheiro floresceu
Vida longa Araucária
Txekoratsu Ko ndemba’e (tradução: meu coração é teu)
Me encanto com sua beleza
Admirando a cidade
Na sua mata se escondem riquezas
Txekoratsu Ko ndemba’e
Araucária linda tu és Araucária
Xeputupab ne reburusu r-esé (tradução: estou admirado por tua grandeza)
Txekoratsu Ko ndemba’e
Araucária linda tu és, Araucária

João Daniel

Muitas canções e uma só saudade: cantores e compositores araucarienses aceitam desafio e compõem músicas para homenagear a cidade
Foto: Divulgação.

João Daniel, 30 anos, é cantor e compositor araucariense, com 10 anos de carreira. Natural de União da Vitória/PR, veio para Araucária com apenas 1 aninho. A música é a sua verdadeira paixão é através dela que recebeu várias bênçãos para ajudar sua família.

João diz que ama fazer o bem e ajudar o próximo, acredita que é assim que tem que ser e é assim que sempre vai levar sua vida, cantando, sorrindo e sempre pensando num amanhã melhor. Já se apresentou em várias casas e eventos na cidade e busca conquistar seu espaço no cenário musical. 

Araucária 133 Anos

(Composição: João Daniel)

Mais um ano de muitos anos
Araucária vai celebrar
133 anos
sua história é de
se orgulhar
Enche o peito
Araucariense
Canta firme este
Parabéns
Ah, este lindo
patrimônio
Que pertence a
todos vocês
Parabéns
Cidade linda
Parabéns
És maravilhosa
És orgulho do seu
povo
Araucária de
tantas Glórias.

Wesley Bachega

Muitas canções e uma só saudade: cantores e compositores araucarienses aceitam desafio e compõem músicas para homenagear a cidade
Foto: Divulgação.

Com 33 anos de idade, Wesley Bachega já tem 23 anos de estrada. Começou a cantar incentivado pelos pais, quando tinha apenas 10 anos de idade, época em que tocava no coral da igreja. Durante sua trajetória já pisou em palcos nos estados de São Paulo, Paraná, Santa Catarina, Minas Gerais, Mato Grosso do Sul e Goiás, e participou de importantes programas de televisão e de rádio, acompanhado de seu parceiro de dupla por 11 anos, André Di Barros.

Wesley está na sua segunda tentativa na carreira solo, mas afirma que mantém a essência e a experiência obtidas ao longo de todos esses anos. Seu objetivo é consolidar uma carreira de sucesso e levar música de qualidade às pessoas.

Jonathan Prestes

Muitas canções e uma só saudade: cantores e compositores araucarienses aceitam desafio e compõem músicas para homenagear a cidade
Foto: Divulgação.

Jonathan Prestes, 34 anos, é cantor e compositor, nascido em Araucária. Desde criança sempre gostou de escrever músicas, paródias e histórias. Em 2015, resolveu levar a composição de forma profissional, atuando com parceiros e compositores da região e do interior do Paraná, indo a encontros e firmando parcerias fora do estado, como Goiânia, Fortaleza, Salvador, Belo Horizonte, entre outras capitais.

Hoje tem mais de 150 composições, com músicas gravadas por artistas locais e também de outros estados, porém se vê ainda no início e segue escrevendo suas histórias e músicas, almejando um dia ter suas canções gravadas por artistas nacionais renomados. Além disso, tem projetos paralelos que envolvem a finalização de um livro e também publicações de artigos relacionados à logística, que é a área que atua quando não está escrevendo suas canções.

Cidade iluminada

(Composição: Wesley Bachega e Jonathan Prestes)

Desde sua origem uma cidade iluminada
Da Vila da Nossa Senhora da luz
De Tindiqüera a Araucária
Hoje ruas postes e calçadas
Representam o brilho
De uma turma empoderada
O campo tá mais perto do que nunca
Dessa cidade extraordinária….
Araucária
Cidade símbolo e não é à toa
Evolução e consciência é a marca
Desse povo gente boa
Araucária
Cidade símbolo e não é à toa
Muito Trabalho e parceria
Desse povo gente boa

Banda Cavalo Baio & Os Pinho

Muitas canções e uma só saudade: cantores e compositores araucarienses aceitam desafio e compõem músicas para homenagear a cidade
Foto: Divulgação.

Banda Cavalo Baio & Os Pinho é formada por Thiago de Oliveira (Voz), Daniel “Zinho” Inckot (Guitarra/Voz), Maylon Terras (Baixo), Rodolfo Padilha (Bateria) e Paulo “Sono” Prichla (Acordeon). Em 2014 lançou a demo “Do Lado de Cá do Barigui” e em 2016, já com a entrada do acordeon, lançou o álbum “Punk Rock de Galpão”, com roupagem mais regional e mistura de ritmos e estilos musicais. Em 2019 a banda lançou o clipe da música “Honra”, que integra o repertório do novo Ep “Sweet Home Araucária”, lançado em novembro de 2019, em comemoração aos 10 anos do grupo.

Em 2020 a banda lançou o single “Pisando na Geada”, gravado e produzido em home estúdio, com sonoridade diferente dos demais. São duas músicas inéditas, “Pisando na Geada” e “O Polonês a Vapor”, tendo como contexto a imigração e o dia a dia dos imigrantes poloneses no estado do Paraná e a fase mais experimental da banda misturando o Ska/Early Reggae as suas composições. A banda também produziu um novo clipe da música inédita “Bastardos de Teixeirinha” e em 2021 lançou um novo álbum, com 12 músicas inéditas. O álbum é uma volta às raízes do “Punk Rock de Galpão”, trazendo de volta a rica mistura rítmica ao som da banda.

Associação Comercial (Letra: Thiago de Oliveira)

Comprar roupa só se for n’A Graciosa
Comprar gaita só se for do Ivan Taborda
Poesia só se for do Jhonny Castro
Punk rock só se for Cavalo Baio
Ver TV, vocês não sabem de nada
Eu só vejo TV Araucária
Ouvir rádio só se for Rádio Iguassú
Fazer compra só se for no Lembrasul
Eu não sei porque, mas eu amo essa desgraça
Fazendo tudo errado, continuando parada
Associação comercial local, Araucária
Comprar carne só se for no JL
Comprar pinga só se for no Zé Topete
Comprar frango eu compro na Cancela
Na Delilo’s, nós sozinhos, eu e ela
Comprar bola só se for no Sportão
E também o uniforme do verdão
Casamento só se for no Trocadeiro
E o repique noutro dia é Mato Dentro
Eu não sei porque, mas eu amo essa desgraça
De aniversário em aniversário, continuando parada
Associação comercial local, Araucária
Associação comercial local, Araucária
Associação comercial local, Araucária
Compartilhar
PUBLICIDADE