O Programa Bolsa Atleta, que paga benefícios para auxiliar os atletas nos custos para a prática esportiva e servir de motivador nos treinos, completa 16 anos de sucesso em Araucária. Em março foram liberadas 170 bolsas no valor de R$ 200,00 para atletas municipais da categoria juvenil de modalidades individuais e coletivas, totalizando R$ 32.000,00 de investimento mensal para atendimento desta demanda. A previsão é chegar a 542 beneficiários anual com todos os auxílios que devem ser liberados ao longo do ano.

As bolsas incluídas no primeiro lote referem-se à categoria sub 17 das modalidades de futebol, futsal, voleibol, basquetebol, ginástica rítmica, judô, jiu-jítsu, capoeira e karatê. Na categoria adulta foram liberadas as bolsas para atendimento da equipe voleibol masculino que disputa a superliga B. No próximo lote serão liberadas as bolsas para a categoria sub 17 das mesmas modalidades acima, bem como do futsal adulto que está em competição.

Para pagamento a partir de abril foram liberadas 173 bolsas de 200,00 para a categoria sub 17. A partir de maio foram liberadas 111 bolsas de 150,00 para a categoria sub 15, nas modalidades coletivas de futsal, futebol, basquetebol e voleibol. Também nas modalidades individuais de ginástica rítmica, karatê, jiu-jítsu, judô e capoeira. Totalizando um investimento mensal de 48.150,00.

Contemplados
Os atletas de destaque são indicados pelos seus técnicos. As solicitações para receber o auxílio passam por avaliação de uma comissão formada pela direção e por professores da Secretaria Municipal de Esporte e Lazer (SMEL), que analisa se o atleta tem direito a valores maiores considerando a lei e os resultados obtidos por ele no ano anterior.

O atleta contemplado deve cumprir as determinações do seu técnico, ter presença nos treinos, obter boas notas, participar das competições nas quais é escalado, dentre outras obrigações que assume ao aceitar a bolsa. Os esportistas beneficiados devem representar o município em competições esportivas oficiais do estado, além de competições federativas.

A modalidade de ginástica rítmica (GR), por exemplo, está com 22 atletas com indicação do bolsa atleta, nas categorias pré-infantil, infantil, juvenil e adulto. Para a técnica Gabriela Alves, o programa Bolsa Atleta valoriza o esforço e a dedicação de cada atleta, bem como motiva os mesmos a se doarem sempre um pouco mais nos treinos. “A bolsa é uma forma de ajudar os atletas a conquistarem itens pessoais específicos para a modalidade, como por exemplo, uma roupa ou calçado adequado para a prática esportiva”, explana a técnica de GR, Gabriela Alves.

Foto – Divulgação

Texto: Assessoria

CONTEÚDO RECOMENDADO

VEJA TAMBÉM

A ética dos propagadores de fake news

O título desta crônica é provocativo, pois vivemos num tempo onde cada um é induzido a acreditar na sua fake news de preferência através da

Casa Bem Acabada

Iéste negócio da gente se meter a rabequista das véis dando o maior dos problema!! Sobrinha Roseli se achegando com cara cheia de felicidade contanto

Compartilhe