Piora da pandemia não deverá afetar retorno das aulas presenciais

Escolas mantêm decisão de retomar as aulas totalmente presenciais no dia 7 de fevereiro e vão priorizar medidas de biossegurança. Foto: Marco Charneski
Facebook
LinkedIn
WhatsApp
Telegram
Email
Piora da pandemia não deverá afetar retorno das aulas presenciais
Escolas mantêm decisão de retomar as aulas totalmente presenciais no dia 7 de fevereiro e vão priorizar medidas de biossegurança. Foto: Marco Charneski

O aumento desenfreado dos casos de Covid 19 no Paraná não deverá afetar o retorno das aulas presenciais nas escolas públicas. Em Araucária, por exemplo, a previsão é que o retorno aconteça no dia 7 de fevereiro, tanto nas escolas estaduais quanto nas escolas municipais. No entanto, para a próxima semana estão previstas reuniões entre secretarias de Saúde e de Educação dos municípios da região metropolitana de Curitiba, com intuito de analisar o quadro atual da pandemia e da confirmação do retorno presencial nas instituições de ensino.

A Secretaria Municipal de Educação (SMED), explicou que até o momento, mantém o retorno 100% presencial, previsto em decreto, porém seguirá as possíveis determinações que possam via da Secretaria de Estado da Saúde, com base no atual panorama da Covid 19.

Da mesma forma a Secretaria de Estado da Educação (SEED) informou que, por ora, o retorno presencial está mantido. No entanto, as duas secretarias reforçaram que todos os protocolos de biossegurança serão rigorosamente respeitados, como a obrigação do uso de máscara, a disponibilização de álcool em gel e a aferição de temperatura. As unidades também deverão orientar os estudantes com sintomas a não compareçam à escola.

A reportagem do Jornal O Popular também tentou contato com o Sindicato das Escolas Particulares do Paraná (Sinepe), mas não obteve sucesso porque a entidade está em recesso.

Texto: Maurenn Bernardo

Publicado na edição 1296 – 27/01/2022