fbpx

Para atender família de menor renda, o Governo do Estado criou, em 2021, o programa Casa Fácil Paraná, por meio do qual já liberou R$ 86,6 milhões em subsídios na Região Metropolitana de Curitiba. O dinheiro está sendo utilizado para custear R$ 15 mil do valor de entrada de imóveis financiados pela Caixa Econômica. Os recursos estão disponíveis em empreendimentos construídos pela iniciativa privada e aprovados pelo banco para famílias com renda mensal de até três salários-mínimos.
A aprovação depende da análise técnica da Cohapar e de crédito da Caixa. Além dos recursos estaduais, os projetos também contam com descontos do governo federal. Para assim ajudar essas pessoas a saírem do aluguel. Até o momento, 5.776 imóveis entraram no programa em Almirante Tamandaré, Araucária, Campo Largo, Colombo, Curitiba, Fazenda Rio Grande, Lapa, Pinhais, Rio Negro e São José dos Pinhais. A lista com todos os empreendimentos em cada município está disponível no site da Cohapar, onde também é possível solicitar a adesão ao programa e receber notificações sobre novos projetos.
Campo Largo, por exemplo, já recebeu R$ 27,7 milhões em subsídios. De acordo com o prefeito Maurício Rivabem, os investimentos em habitação provocam efeitos sociais e econômicos.
“A gente tem que agradecer muito o Governo do Estado, porque esse programa dá dignidade a pessoas que não têm condições de dar uma entrada alta para a compra da sua casa própria”, declara. “Com esse estímulo financeiro, que dá condições das pessoas morarem com dignidade, a cidade cresce e se desenvolve”.
CASA FÁCIL – O programa tem a meta de atender 30 mil famílias com subsídios habitacionais, ele já liberou recursos para quase 22 mil imóveis até o momento. O dinheiro é repassado pela Cohapar ao banco e usado para abatimento direto do valor financiado pelas famílias conforme os contratos são aprovados.
Segundo o governador Carlos Massa Ratinho Junior, a iniciativa do governo estadual em fornecer contrapartidas financeiras aos projetos federais, em parceria com a iniciativa privada, fez com que o Paraná tenha um volume muito maior de investimentos em relação a outros estados.
“É o maior programa do Brasil de construção de casa própria, o que demonstra a organização da Cohapar e a força do Governo do Estado, que tem a preocupação de cuidar das famílias mais humildes com a realização do sonho da casa própria”, afirma o governador. “Também é uma forma de aquecimento da economia, porque quando você constrói uma casa você também gera empregos”.
Para o presidente da Cohapar, Jorge Lange, o Casa Fácil Paraná está alinhado com a política de retomada da economia paranaense em um período de pós-pandemia.
“Através da indústria da construção civil criam-se muitos empregos rapidamente. O valor reservado para o programa, de R$ 450 milhões, vai atrair outros R$ 3 bilhões em investimentos federais e privados e, com isso, gerar até 100 mil empregos diretos e indiretos”, avalia.

Recursos do Estado ajudam quase seis mil famílias a comprar casas em Araucária e outras Regiões Metropolitanas de Curitiba, O Popular do Paraná
Foto – divulgação

Texto: Assessoria

VEJA TAMBÉM

Valdecir Santos visita prefeito Hissam

O pré-candidato a deputado estadual falou com o prefeito sobre bandeiras que pretende defender na Assembleia Legislativa O pré-candidato a deputado estadual Valdecir Santos esteve

Compartilhe