Compartilhe esta notícia
Réu é condenado a 5 anos  e 10 meses de reclusão em regime fechado - notícias da Policial  - O Popular do Paraná
Corpo de João Maia foi encotrado dentro de um poço, dois dias após o crime. Foto: Marco Charneski

O Conselho de Sentença do Tribunal do Júri de Araucária condenou o servente de pedreiro Alberi Amaral Branco, o Bile, acusado pela morte a golpes de machado do mestre de obras, João Maia, em 7 de junho de 2010, a 5 anos e 10 meses de reclusão em regime fechado.

O réu, que foi submetido a julgamento por suposto homicídio, teve o crime desclassificado para lesão corporal seguida de morte. A maioria dos jurados decidiu reconhecer que o réu não assumiu o risco de produzir a morte da vítima.

Publicado na edição 1175 – 08/08/2019

Compartilhe esta notícia
Fechar anúncio