A multiplicação do pão | Araucária
Compartilhe esta notícia:

EDIÇÃO ESPECIAL DE ANIVERSÁRIO – 131 ANOS

Os primeiros reflexos de que algo ruim estaria para acontecer ligou o alerta do casal Deise e Elson do Prado, quando foram obrigados a fechar a autoescola que mantêm em Curitiba por causa da pandemia, inicialmente por 15 dias e depois sem prazo para retornar.

Isoladas e protegidas na sua casa em Araucária. Deise e a filha Rafaela, ficaram sabendo que havia pessoas precisando da doação de alimentos e decidiram fazer pães caseiros e doce de abóbora para doar. “O pão seria uma ótima refeição para começar o dia dessas famílias, principalmente para as crianças. Foi como começamos com a fornada de pães a nossa jornada”, contou Deise.

“Uma senhora muito humilde disse que aquele pão seria a única refeição que ela teria no jantar. Suas palavras doeram em nós e percebemos que só entregar o pão não seria o suficiente”. A família procurou ajuda dos amigos da Igreja Pentecostal Filadélfia que eles frequentam, e foram em busca de doações. “Nosso amigo Alexandre Farias, gerente de um box na Ceasa se propôs a conseguir frutas e verduras, e a cada dia mais pessoas e empresários se engajaram na nossa causa”, diz Elson.

No começo o casal reunia os voluntários na garagem da sua casa, mas à medida que as doações aumentavam, a garagem foi ficando pequena e eles pediram autorização ao Pastor Josué, da Igreja Filadélfia, para utilizar o refeitório da igreja na montagem das cestas.

As doações eram entregues todas semana sendo 20 cestas básicas, 80 cestas de frutas e verduras e 50 pães. Produtos de higiene pessoal e limpeza, também foram entregues. As famílias beneficiadas vinham dos projetos sociais da Igreja Filadélfia, famílias de imigrantes venezuelanos e bolivianos e pessoas das comunidades carentes.

Até o mês de dezembro de 2020 o grupo de amigos e voluntários realizou mais de 2 mil doações. Deise diz que ter a oportunidade de iniciar o Projeto O Pão Nosso de Cada Dia, foi uma benção. “Superamos todas as expectativas iniciais e fizemos a diferença na vida das pessoas, essa é a lição que fica, a de que é possível compartilham e multiplicar o amor pelo próximo”.
Para saber mais sobre o projeto acesse a Página do Facebook @PaonossodecadadiaOficial

Movimento do bem

Durante o último ano, nosso leitor acompanhou aqui no jornal ou nas nossas redes sociais várias notícias que ficamos felizes em divulgar, sobre atitudes solidárias de grupos, igrejas, empresas e voluntários que se uniram numa corrente do bem para ajudar as famílias que mais sofreram com a pandemia. Para homenagear todos os araucarienses envolvidos nesse Movimento do Bem, selecionamos três histórias de doação, altruísmo e solidariedade, que você acompanha nessa edição: De empresários e movimentos sociais que estão ajudando a alimentar famílias das comunidades mais carentes como o Jardim Israelense (PAG. 31); do Grupo Espírita Caminho da Fé, que em sua mais recente ação social arrecadou material escolar para as crianças (PAG. 43); E do casal Deise e Elson do Prado, que inspirados pela filha Rafaela, iniciaram uma linda campanha de arrecadação e doação de alimentos. Parabéns a todos!

Texto: Rosana Claudia Alberti

Compartilhe esta notícia:


Aproveite, cadastre seu email para receber novidades!

, , , , ,