A vinda de imigrantes tem sido percebida nos diferentes espaços do município de Araucária. Essas pessoas enfrentam dificuldades diariamente, como a distância de sua família, amigos, cultura e principalmente da língua nativa. Na educação a sua chegada também trouxe desafios. No ano de 2020 havia 62 crianças/estudantes imigrantes na rede pública municipal de ensino; em 2021 esse número chegou a 115.

Buscando mapear e acompanhar a realidade educacional, a Secretaria Municipal de Educação fez um novo levantamento em 2022 junto às unidades educacionais. Como resultado foram identificadas, até a presente data, 137 crianças/estudantes, sendo 42 nos Centros Municipais de Educação Infantil e 95 no Ensino Fundamental, o que demonstra uma ampliação gradativa nas matrículas.

Na maioria das vezes essas famílias não têm condições de oferecer o auxílio adequado na realização das atividades escolares, já que elas ainda não dominam aspectos importantes da língua portuguesa, como a escrita, a leitura e o entendimento, faltam recursos financeiros e tecnológicos, culminando com a incompreensão sobre os conteúdos apresentados.

Dessa forma, a Secretaria de Educação do Município de Araucária, embasada pela Lei de Migração nº 13445/2017 e pela Resolução CNE nº 1/2020 sobre o direito de matrícula de crianças e adolescentes migrantes, tem buscado oferecer subsídios para minimizar as dificuldades. Iniciou, assim, o atendimento caso a caso nas unidades educacionais, priorizando as chegadas recentes de crianças/estudantes ao Brasil. Em um primeiro momento, é realizada a mediação entre professores, equipe pedagógica e família/responsável da criança/estudante imigrante, com possibilidade de tradução nesse diálogo, quando necessário.

A partir dessa conversa inicial, alguns encaminhamentos são apontados, entre eles: realização de dinâmicas em sala de aula para facilitar o acolhimento e inclusão da criança/ imigrante com seus colegas de turma e entre estudantes imigrantes de uma mesma escola; elaboração de materiais didáticos bilíngues para estudantes já alfabetizados em sua língua materna; e orientações e encaminhamentos à família sobre seus direitos e deveres. Esse trabalho de integração auxilia na aproximação da escola com a família dos estudantes e faz com que estes se sintam acolhidos, favorecendo o processo de ensino e aprendizagem.

Para informações sobre o atendimento aos imigrantes, entrar em contato com [email protected] educacao.araucaria.pr.gov. br ou pelo telefone 3614- 7406.

Departamento de Ensino Fundamental

Publicado na edição 1309 – 02/05/2022

CONTEÚDO RECOMENDADO

VEJA TAMBÉM

O Rio Iguaçu (Parte 2)

O Rio Iguaçu inicialmente adentra o município apenas pela margem esquerda na Zona Rural após a foz do Rio Maurício, limite da Fazenda Rio Grande,

Vendendo o Monza

éu resolveu vender o Monza Cor de Bosta Fresca de Vaca Malhada, pra tocar por um altomóve mais moderno, mais novo, quem sabe uma destas

Década de 20

Nas primeiras décadas do século XX, Araucária ainda era uma cidade pequena, onde a maioria das residências estavam ao redor da Praça Dr. Vicente Machado

Avanços necessários!

É inegável que a cidade de Araucária obteve muitos avanços ao longo dos últimos anos em várias áreas, principalmente no que diz respeito ao transporte

Compartilhe

Share on twitter
Share on facebook
Share on telegram
Share on whatsapp