Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp

Nem mesmo os equipamentos de segurança impedem a ação dos assaltantes
Nem mesmo os equipamentos de segurança impedem a ação dos assaltantes

Morar em condomínios fechados já deixou de ser sinônimo de segurança. Isso porque os bandidos não estão preferindo somente chácaras, comércios e outros locais de fácil acesso. O alvo dos meliantes ampliou, assim como também foram ampliados os horários de ataque, que antes começavam ao escurecer e se intensificavam nas madrugadas. Hoje eles agem em qualquer hora do dia, não se importando com a movimentação de pessoas.

Em Araucária, a violência além dos portões já está imperando em alguns condomínios. Nos bairros Costeira e Campina da Barra, por exemplo, os moradores estão sofrendo com a crescente onda de assaltos. Moradores destes locais estão assustados e procuraram a reportagem do Jornal O Popular para pedir socorro.

Segundo eles, muitas casas foram assaltadas nos últimos dias e em alguns casos os ladrões entraram pelo portão da frente, em plena luz do dia. “A casa do meu vizinho foi assaltada de tarde. Os caras tiveram acesso pela entrada principal, provavelmente aproveitando o momento em que algum morador abriu o portão. A gente não se sente seguro nem com portão alto ou com grades e câmeras, só mesmo as polícias para nos proteger”, comentou uma das moradoras que não quis se identificar.

Outro morador que também preferiu ficar no anonimato comentou que no seu condomínio foram assaltadas várias casas em apenas uma semana. “Parece que os ladrões vem aqui e quando percebem que somos alvo fácil, se aproveitam e se sentem à vontade pra fazer os arrastões”, disse.

Povo pode ajudar

Quando se trata de assaltos em residências, a população pode se tornar uma grande aliada das polícias. O comandante da 2ª Cia da Polícia Militar de Araucária, capitão Nelson Stoccheiro, recomenda os moradores a ligarem no fone 190 ou na própria companhia (fone 3642-2768) sempre que perceberem pessoas suspeitas nas proximidades de suas casas ou presenciarem a invasão de algum meliante na casa do vizinho. “Isso nos ajuda muito, pois não temos condições de disponibilizar uma viatura específica para cada condomínio, uma vez que precisamos patrulhar todo o município. De qualquer maneira, vamos intensificar o policiamento nas regiões onde as pessoas estão reclamando para tentar coibir novos ataques”, explicou.

O secretário de Segurança Pública de Araucária, Capitão Joval Conceição, compartilha da mesma opinião de que a população pode ser uma grande aliada das forças policiais. “Precisamos que a população nos avise onde estão ocorrendo os delitos para que possamos intensificar o patrulhamento nessas regiões. Também é importante que as pessoas re­gistrem boletins de ocorrência, pois isso vai ajudar as polícias na elaboração das estatísticas e, consequentemente, no direcionamento das operações”, pontuou. O capitão também lembrou que o fone da Guarda Municipal é o 153.

31_32 - policial.indd

FOTO: MARCO CHARNESKI

CONTEÚDO RECOMENDADO

VEJA TAMBÉM