Compartilhe esta notícia

Fisioterapeuta convoca voluntárias para pesquisa - notícias da Geral  - O Popular do Paraná
Estrias são um pesadelo para muitas mulheres e a pesquisa poderá acabar com isso

O pesadelo de muitas mulheres que começam a perceber pequenas linhas esbranquiçadas na pele, as estrias, pode estar próximo do fim. Se você sofre com isso, fique tranquila, porque a fisioterapeuta araucariense Cristiane Ferreira está desenvolvendo um tratamento experimental que poderá ajudá-la a resolver o problema.

Segundo ela, as estrias são consideradas um distúrbio estético que muitas vezes causa problemas emocionais nas mu­lheres. “As estrias podem ser consideradas como atrofias de pele. Durante a gestação ocorrem devido ao estiramento da pele que, por consequência, causa o rompimento das fibras elásticas e colágenas. No início as estrias têm a cor averme­lhada (rubra) e mais tarde se tornam esbranquiçadas (albas)”, explica.

Ainda de acordo com a fisioterapeuta, a partir de abril ela deverá iniciar um tratamento para estrias abdominais, totalmente gratuito, para fins de pesquisa, e está convidando mulheres interessadas em participar como voluntárias.

O estudo consiste na elaboração de um protocolo de tratamento com a utilização de um equipamento que já é utilizado em várias clínicas de fisioterapia. São disponibilizadas 80 vagas.

Quem pode participar

Para participar é necessário que a voluntária se inclua nos seguintes critérios:
– Ter estrias brancas
– Ter pele de cor branca
– As estrias devem ter surgido durante a gestação
– Idade entre 20 e 35 anos
– Não ter diabetes ou hipertensão arterial
– Não ter realizado tratamento para estrias
– Não ter qualquer doença de pele
– Ser moradora de Araucária

Serviço

Se tiver interesse em participar, entre em contato direto com a fisioterapeuta Cristiane pelo telefone (41) 9623-4787 ou através do email: [email protected]

Foto: DIVULGAÇÃO

Compartilhe esta notícia
Fechar anúncio