Moradoras denunciam trabalho feito por construtora | O Popular do Paraná
Compartilhe esta notícia:
Devido às infiltrações o gesso do banheiro está esburacado
Devido às infiltrações o gesso do banheiro está esburacado

Uma das moradoras teme que o teto caia sobre a cabeça de sua filha
Uma das moradoras teme que o teto caia sobre a cabeça de sua filha

Moradoras de dois apartamentos do condomínio Blue Garden, localizado na rua Leonar­do Piska, no Costeira, estão reclamando e denunciando o empreendimento construído pela Engenharia e Imobiliária Atitude. De acordo com elas, infiltrações, alagamentos e curtos circuitos estão as deixando cada vez mais preocupadas.

O prédio de três andares tem dois apartamentos por andar, de 48m² cada um. Ana de Souza, que mora no segundo andar, conta que seu apartamento fica completamente ala­gado quando sua irmã, Francini Terlecki, usa a máquina de lavar, já que mora no terceiro andar, no apartamento de cima. “Minha cozinha e banheiro ficam alagados. As infiltrações estão por todas as janelas. O encanamento faz voltar água. Sem contar que agora comecei a ouvir uns estalos vindos de curtos circuitos. A situação aqui está caótica, temos receio de ficar em casa”, contou Ana. Já Francini afirma que quando chove o banheiro fica alagado e a água vai para os quartos. “Os quartos têm cerâmica no chão e elas já estão deslocando por causa das inundações. As sancas já caíram e o gesso do banheiro também está quase caindo. Fico com medo o tempo inteiro, afinal tenho uma filha pequena de dois anos”, declarou.

De acordo com as irmãs, a engenheira que assinou o projeto foi até o prédio em setembro do ano passado para verificar a situação e constatou que elas teriam que sair o quanto antes dos apartamentos, pois sérios problemas futuros poderiam acontecer. “Estamos muito preocupadas com a questão do esgoto e também com possíveis curto circuitos ou, até mesmo, desmoronamento”, ressaltou a moradora.

Segundo Ana, a engenheira apontou os problemas e disse que em um prazo de 30 dias estaria tudo resolvido. “Até ago­ra nada aconteceu e os apartamentos estão cada vez piores. Entramos na Justiça, pois estamos vivendo em meio ao caos e nada é feito por parte da cons­trutora”, destacou.

Jander Klechovicz, proprie­tário da Imobiliária Atitude, posicionou-se afirmando que, se o prédio apresenta os problemas que estão sendo alegados, é dever do condomínio fazer a manutenção, inclusive no telhado do prédio. Ele disse também que o construtor não tem responsabilidade em relação à manutenção do prédio e, que para isso, é instituído o condomínio. Jander afirmou que desconhece a posição e qualquer tipo de laudo da engenheira e, por conta disso, não poderia pronunciar-se em relação ao seu conteúdo. “Para qualquer excesso ou acusação infundada tomarei medidas cabíveis, pois minha empresa tem bom nome e reputação. Estamos há anos no mercado sem qualquer reclamação”, concluiu.

Texto: Rafaela Carvalho / FOTOS: EVERSON SANTOS

Compartilhe esta notícia:


Aproveite, cadastre seu email para receber novidades!