PMA lança projeto piloto de música e segurança

Projeto piloto na Escola Terezinha Theobald
Facebook
LinkedIn
WhatsApp
Telegram
Email
Projeto piloto na Escola Terezinha Theobald
Projeto piloto na Escola Terezinha Theobald

A Prefeitura de Araucária lançou no sábado, 9 de agosto, o projeto Projeto Piloto Segurança e Música na Formação Humana, na Escola Municipal Professora Terezinha Mariano Theobald. A iniciativa está sendo realizada por meio de uma parceria realizada entre a Secretaria Municipal de Segurança Pública, Secretaria de Cultura e Turismo e Secretaria de Educação.

As atividades foram iniciadas na segunda-feira, 11 de agosto, e dependendo da avaliação da equipe que está desenvolvendo as ações, poderão ser estendidas para outras escolas. Por enquanto, 90 alunos estão inscritos para as aulas, que estão divididas em sete turmas, sendo duas de coral (para alunos sem iniciação musical) e cinco para formação de bandas (para quem já tinha conhecimento sobre o assunto).

As aulas acontecerão no contraturno escolar e foram uma reivindicação dos próprios alunos, conta a vice-diretora do local, Luciane Baumel Padilha. “Os alunos do 9° ano queriam e vieram conversar conosco. Eles estão bem empolgados e esperamos que não seja apenas fogo de palha, porque é um projeto bem interessante e queremos que eles aproveitem ao máximo”, diz.

O projeto é destinado a crianças e adolescentes do ensino fundamental, abrangendo alunos na faixa etária entre 5 e 15 anos. A intenção é que além de ocupar o tempo dos alunos nas horas vagas, possa-se aproximar as ações da Guarda Municipal com a comunidade, promovendo ainda reflexões sobre segurança e disciplina.

O aprendizado não para por aí e poderá ter influência no rendimento escolar dos alunos, acredita o professor que está ministrando as aulas, o guarda municipal Silva. “Pode-se desenvolver outras habilidades, como o espírito de cooperação em equipe, melhorar a atenção, a cognição, a concentração e a memorização”, explica.

O estudante do 9º ano André Rosa Seleski, de 13 anos de idade, está empolgado com a novidade e afirma que as aulas vão trazer novos conhecimentos para todos os alunos interessados. “Vou aproveitar essa oportunidade para aprender a tocar violão. Assim ocupo meu tempo com algo proveitoso para mim”, avalia.

Segundo a estudante Rangiele da Silva, de 15 anos, também do 9º ano, os colegas estão gostando da novidade. Ela quer participar das aulas de canto. “Eu tenho vontade de ser cantora e participando do coral já é uma preparação para o futuro”, afirma.