Compartilhe esta notícia
Polícia Civil prende suspeitos de homicídio de rapaz que teve o corpo carbonizado - notícias da Policial  - O Popular do Paraná
Na casa do casal suspeito a Polícia Civil apreendeu pássaros silvestres, em situação de maus tratos. Foto: divulgação

A Polícia Civil da Delegacia de Araucária prendeu, na sexta-feira, 2 de setembro, no bairro Iguaçu, um casal suspeito pelo homicídio de Marival Soares Pontes, 38 anos, ocorrido em setembro de 2019. O corpo dele foi encontrado na rua Francisco Knopik, bairro São Miguel, no local conhecido como prainha do Passaúna, com perfurações de arma de fogo, mordidas de cachorro de grande porte e estava parcialmente carbonizado. A vítima, que era ex-conselheiro tutelar do município de Rorainópolis (Roraima), casou-se e veio morar no Paraná desde 2013. Segundo o delegado Tiago Wladyka, Marival não tinha passagens pela polícia e nem envolvimento com drogas, também não tinha inimigos e nem dívidas que pudessem levar ao crime, porém, segundo investigações, o mesmo tinha um relacionamento amoroso com a mulher de seu amigo, o que levou a polícia a esta linha de investigação.

Após ouvir testemunhas e juntar mais provas trazidas pelo Investigador Fábio Pavoni, colega de faculdade da vítima, o delegado Wladyka pediu a prisão do casal, além de busca na residência e em um aviário onde os investigados trabalhavam. No local, além de prender os suspeitos, os policiais civis encontraram mais de 30 aves silvestres em situação de maus tratos.

Os suspeitos estão presos na Delegacia de Polícia de Araucária, à disposição da justiça. Já as aves apreendidas foram entregues à Secretaria do Meio Ambiente de Araucária, para o devido destino.

Publicado na edição 1229 – 10/09/2020

Compartilhe esta notícia
Fechar anúncio