Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp

O Dia do Professor foi de manifestação em Araucária. Comemorado na quarta-feira, 15 de outubro, a data marcou uma série de atos dos profissionais do magistério municipal. Vestidos de preto, eles reclamaram por melhores salários, carreira, saúde e condições de trabalho.

Por conta das manifestações, os alunos foram dispensados das aulas na hora do recreio e os professores foram para frente da Prefeitura. Lá, encenaram um enterro simbólico da Educação, com caixão e coroa de flores. À tarde, os profissionais fizeram uma espécie de cortejo fúnebre desde o prédio do Poder Executivo até a sede da Secretaria de Educação. A quarta-feira também contou com um ato promovido pelo Sindicato dos Professores, o Sismmar, contra o início da devolução ao Governo do Estado do ensino de 6ª a 9ª série.

Faixas

Ainda como parte dos atos, profissionais do magistério colocaram em frente às escolas onde lecionam faixas pretas manifestando o que eles chamaram de luto pela educação pública de qualidade. Esses materiais, mais tarde, acabaram gerando um mal estar entre o Sismmar e a Prefeitura. Isso porque funcionários do Município teriam ido a várias unidades de ensino para recolher essas faixas. Uma das escolas visitadas foi a Pedro Biscaia, no Campina da Barra. Lá, o diretor Hector Paulo Burnagui afirmou que os servidores sequer se identificaram, subiram nos muros do local, cortaram a faixa, que estava do lado de dentro do terreno da escola e ainda bateram boca com pais que estavam próximos ao prédio.

De acordo com a assessoria de comunicação da Prefeitura, a legislação municipal proíbe a colocação de materiais de publicidade em áreas de domínio público sem a devida autorização, sendo que – quando identificados – eles são retirados e teria sido essa a recomendação da Secretaria Municipal de Urbanismo (SMUR) no caso das faixas patrocinadas pelo Sindicato dos Professores.

Texto: Waldiclei Barboza / Foto: Divulgação

CONTEÚDO RECOMENDADO

VEJA TAMBÉM