Pink: O que vamos fazer amanhã Cérebro?
Cérebro: Ora Pink, o que fazemos todos os dias?
Pink: O quê
Cérebro: tentar dominar o mundo!
Era com este diálogo que terminavam todos os episódios do desenho animado Pink e Cérebro, que narra as aventuras da dupla de ratinhos de laboratórios com ideias megalomaníacas.
 
Em Araucária, já é possível fazer um comparativo entre algumas das iniciativas recentes da Prefeitura com o trecho final do desenho animado. Aqui, parece que alguém do primeiro escalão da atual administração sempre está tramando algo para tentar dominar um conselho, ou um órgão qualquer que – num estado antidemocrático – poderia significar um perigo aos planos do governo.
 
Recentemente, as articulações foram para ter sob controle o comando do Conselho do Plano Diretor. Depois, articularam para emplacar o presidente do Conselho Municipal de Educação e, agora, o alvo são os diretores de escolas. Neste ínterim também tivemos a troca, sem motivo aparente, de vários coordenadores de centros de saúde e, como já deve ter sido notado por todos, a Câmara de Vereadores também já parece ter sido subjugada, sendo que hoje a imensa maioria dos edis parece estar a serviço da Prefeitura.
 
Tamanho empenho do Executivo em querer comandar os mais diversos órgãos de controle social existentes no Município é preocupante e motivador ao mesmo tempo. Preocupante porque demonstra que quem está no poder não quer admitir ser questionado, o que em nada condiz com o estado democrático de direito no qual vivemos. Motivador porque esta necessidade louca de querer controlar e centralizar poder pode significar que eles estão com medo de que a população saiba de algo. Logo, se eles têm medo é sinal de que nem tudo está perdido.
 
As pessoas que acreditam em Araucária e querem fazer desta cidade um lugar melhor para se viver precisam ficar atentas e não deixar que a sociedade seja alijada das grandes decisões que transformam o município num lugar pior ou melhor para se viver. É preciso brigar diuturnamente para que tenhamos direito de saber o que está acontecendo. Precisamos mostrar aos nossos governantes – e isto não se aplica somente ao Executivo municipal, vale também para o estadual e o nacional – que, se eles querem ter todo o poder, o destino deles será o mesmo do Cérebro ao final de cada episódio do desenho animado citado no início deste texto: fracassar!
 
Debata este artigo conosco no site oquevocenaosabia.com.br

VEJA TAMBÉM

Compartilhe