Através de um trabalho da PMA, eles são incluídos no mercado de trabalho

Um projeto que visa a inclusão de pessoas portadoras de necessidades especiais no mercado de trabalho está alcançando ótimos resultados em Araucária. Somente em 2006, 119 pessoas conseguiram um emprego.

Desenvolvido pelo Serviço Educacional de Apoio à Inclusão no Trabalho, vinculado à Secretaria Municipal de Educação, o programa tem como parceiros, os empresários locais. Para o prefeito Olizandro Ferreira, “o projeto merece destaque por ser o maior programa de qualificação profissional do Brasil e não poderíamos deixar de lado essa classe tão especial de nossa sociedade”.

Ele explica que a prefeitura montou uma estrutura especial para atender portadores e empresários, trabalhando no estreitamento das relações com a classe empresarial e procurando sanar qualquer dúvida que possam vir a ter. “Visamos melhorar as condições de vida dos portadores, possibilitando a transformação pessoal, profissional e social de cada um”, disse.

No ano passado foram mais de 163 cursos oferecidos aos cerca de 380 alunos cadastrados. Depois de estudar, o participante é encaminhado para o estágio nas empresas parceiras e, dependendo do seu desempenho, é efetivado.

Além dos cursos, os portadores de necessidades especiais têm à sua disposição diversos serviços, como mediação educacional, documentação, Serviço Social, Psicologia, Odontologia e Neurologia. “Trabalhamos também com as famílias, orientando e mostrando a importância do portador ter sua autonomia”, complementa.

Jackson Ailton Medina, efetivado na Empresa Brafer por meio do Serviço Educacional, afirma que a iniciativa da prefeitura é de extrema importância para os portadores. “Eles estão dando oportunidade a essas pessoas, colaborando com o aumento da auto-estima, pois além de conhecer novas pessoas, podemos ter nossa própria renda, tem inclusive autonomia social”.

Cadastro
Pessoas com deficiências envolvendo as áreas visual, auditiva, física, mental ou múltipla, maiores de 14 anos, que já estão cadastrados ou querem se cadastrar no serviço, devem comparecer na SMED – Setor de Educação Especial. “Quanto antes forem feitos os cadastros, maior a chance de conseguir o emprego ou o estágio”, explica a secretária de Educação, Ivana Chemello Opis.

A sede da SMED fica na Rua Lourenço Jasiocha, 2196. O telefone para informações é o 3901-5240 – Ramal 246, com Marli.

VEJA TAMBÉM

Compartilhe