Decidi durante este final de semana que também sou pré-candidato a deputado. Isto mesmo: pré-candidato. Já que em Araucária a moda é lançar pré-candidatura a cargos políticos, eu já vou lançando a minha.
 
Pensem bem meus amigos: se até a Adriana Cocci, que acabou de iniciar sua vida pública como vereadora, já é pré-candidata eu também sou e, caso seja eleito, vou defender uma maior participação de mulheres competentes na política.
 
Ah, vou ter que concorrer com o vice-prefeito, Isac Fialla? Não interessa. Mantenho minha pré-candidatura e uma das minhas bandeiras será a diminuição do preço do combustível, principalmente em cidades como Araucária, onde estão instaladas refinarias da Petrobras e diversas distribuidoras.
 
Ah, o ex-prefeito Olizandro Ferreira estará na disputa? Sem problemas, minhas chances continuam as mesmas e aviso que brigarei pelo respeito a fidelidade partidária, evitando que políticos fiquem pulando de um partido para outro.
 
Ah, o Rui Sérgio também tem interesse numa vaga de deputado? Eu sei! Mas estou convencido da necessidade da minha pré-candidatura. A propósito, caso consiga me eleger, vou brigar para que o Poder Legislativo seja independente e não submisso ao Executivo sabe-se com quais interesses por trás.
 
Ah, a Rosane Ferreira pretende concorrer novamente? Tanto faz! Não adianta, minha pré-candidatura é irrevogável e é bom que todos saibam que o meio ambiente, tão maltratado ultimamente, será uma de minhas bandeiras.
 
O quê? O PSOL de Araucária também quer lançar candidato? Mais um motivo para eu entrar no páreo. Não podemos deixar ninguém com pensamentos socialistas se eleger.
 
Já estou até vendo os meus santinhos por aí: “Vote Waldiclei do CCZ”. Ou melhor: “Vote Waldiclei…aquele da camiseta”. O que?, Dinheiro? E precisa de dinheiro para ser candidato? Não bastam somente as propostas e o desejo de construir um país melhor? Tá, mas de onde esses políticos aí arranjam tanto dinheiro para bancar uma campanha? Putz, agora complicou! Eu não tenho dinheiro! Bem, diante desta situação, não me resta outra alternativa a não ser retirar a minha pré-candidatura. Uma pena. Eu tinha tantos projetos!
 
E você, amigo leitor, se fosse candidato, quais seriam os seus compromissos de campanha? Deixe seu comentário. Até semana que vem!

CONTEÚDO RECOMENDADO

VEJA TAMBÉM

A ética dos propagadores de fake news

O título desta crônica é provocativo, pois vivemos num tempo onde cada um é induzido a acreditar na sua fake news de preferência através da

Casa Bem Acabada

Iéste negócio da gente se meter a rabequista das véis dando o maior dos problema!! Sobrinha Roseli se achegando com cara cheia de felicidade contanto

Compartilhe