Transresíduos vence emergencial para coleta de lixo

Facebook
LinkedIn
WhatsApp
Telegram
Email

lixo
A Secretaria Municipal de Meio Ambiente (SMMA) abriu nesta manhã, 11 de outubro, os envelopes com as propostas das empresas interessadas em executar a coleta de lixo comum, reciclável e hospitalar do Município pelos próximos trinta dias.

A contratação emergencial foi necessária após a Prefeitura deixar vencer o contrato oriundo da licitação que o Município tinha com a Transresíduos. A alegação da SMMA foi que o acordo não era vantajoso e que o emergencial reduziria consideravelmente os preços pagos pelo serviço.

Aberto os envelopes, no entanto, não foi isso o que se viu. Acontece que foi a própria Transresíduos quem venceu a disputa, com o preço de R$ 585 mil para um contrato de trinta dias. O valor é apenas R$ 19 mil inferior ao que a Prefeitura teria que pagar a mesma Transresíduos caso tivesse prorrogado o acordo pelas vias normais, já que a empresa havia aceitado que o acordo fosse estendido por cerca de R$ 604 mil mensais.

À sessão de abertura dos envelopes do contrato emergencial compareceram quatro empresas. Estavam presentes a Filadélfia Locações e Construções Ltda, a AGREG, a ECSAM e a Transresíduos. As duas primeiras são de São Paulo, a terceira de Bocaiúva do Sul e a última de Curitiba.

Com a confirmação de que o serviço será feito mesmo pela Transresíduos, o procedimento de dispensa de licitação segue agora para a Procuradoria Geral do Município (PGM). A expectativa é que, se não houver outros imprevistos, o novo contrato seja assinado até quinta-feira, com os serviços de coleta sendo retomados na sexta-feira, 14.

Fiscalização

O processo de abertura dos envelopes foi acompanhado pelos vereadores Alex Nogueira (PSDB) e Wilson Roberto David Mota (PSD).

Texto: Waldiclei Barboza / Fotos: Waldiclei Barboza