A tão sonhada medalha não veio para a carateca Emilly Amorim Cordeiro, 17 anos, que no último final de semana participou do Campeonato Sul-americano de Karatê em Guaiaquil, no Equador. Ela defendeu a Seleção Brasileira na competição. “Minha participação foi muito importante porque disputei meu primeiro campeonato internacional. Então por mais que eu não tenha medalhado ou conquistado o lugar no pódio, fiquei muito feliz porque foi uma experiência bastante válida na minha carreira como atleta. Agora vou me preparar para participar da primeira fase do Campeonato Paranaense na semana que vem e também da seletiva para o Pan-americano, que ainda não tem data certa”, disse Emilly.

Ela também agradeceu a todos que a apoiaram, em especial a Secretaria Municipal de Esporte e Lazer (SMEL) que custeou sua viagem ao Equador. “A SMEL já me ajudou em vários outros momentos, infelizmente a medalha não veio, mas não vou desistir”, garantiu a atleta.

Foto – divulgação

Texto: Maurenn Bernardo

CONTEÚDO RECOMENDADO

VEJA TAMBÉM

Compartilhe

Share on twitter
Share on facebook
Share on telegram
Share on whatsapp