Cão de rua atropelado é resgatado por protetora com ferimentos graves | O Popular do Paraná
Compartilhe esta notícia:

Mais um crime contra animais que chocou a comunidade araucariense foi registrado na madrugada de sexta-feira, 8 de janeiro. Segundo moradores, um cão de porte médio que vivia na rua foi atropelado na rua Manoel Ribas, perto do Giona Materiais de Construção, e o motorista fugiu sem prestar socorro. O animal ficou dois dias largado no meio da rua, com ferimentos graves, até que o caso chegou ao conhecimento de uma protetora independente, que o resgatou e o levou para uma clínica veterinária. Ele já fez uma cirurgia, mas segue internado para continuidade do tratamento.

“Quando fiquei sabendo da situação daquele cãozinho abandonado na rua, sofrendo de dor, com várias fraturas pelo corpo, após ter sido cruelmente atropelado, o resgatei e agora ele está internado na clínica de uma amiga, em Curitiba. O problema é que os gastos com internação, medicação, raio X e demais procedimentos, já estão acima do que posso bancar, por isso, estou contando com a ajuda das pessoas”, contou a protetora, ressaltando que depois que o cãozinho estiver totalmente curado, será colocado para adoção. O animal é de porte médio a grande, e sua cor é caramelo, com manchas brancas pelo corpo.

Crueldade

A protetora também se diz revoltada com mais este caso de violência extrema contra animais, e relembra o caso de outro cão de rua que morreu após ter sido atropelado, em novembro do ano passado, onde o autor fugiu do local, também sem prestar socorro. Mas ao contrário do caso recente, onde não foi possível identificar o motorista, naquela situação o crime foi flagrado por câmeras de segurança, que permitiram a identificação do autor.

“É desumano o que certas pessoas fazem com os animais, infringem a lei, mesmo sabendo que atropelar e abandonar é um crime, sujeito a multa e prisão. Infelizmente, se a pessoa não se conscientiza por amor, que seja pela justiça, pagando pelo crime que cometeu”, lamentou.

Campanha

Duas campanhas estão sendo feitas em prol do cãozinho, e uma delas está focada na arrecadação de dinheiro para custear seu tratamento. Quem quiser contribuir poderá fazer um depósito bancário no Itaú, Agência 9713, conta corrente 214477, em nome de Terezinha Staine Vieira, o PIX é 41988176805. Mais informações poderão ser obtidas pelo fone (41) 98817-6805, falar com Viviane.

Outra campanha, e não menos importante, é para a escolha do nome do cãozinho resgatado. As pessoas podem sugerir nomes bem bacanas e criativos, e depois será realizado um sorteio ou outro método de escolha para definir a nova “identidade” do animal.

Texto: Maurenn Bernardo

Publicado na edição 1244 – 14/01/2021

Compartilhe esta notícia:


Aproveite, cadastre seu email para receber novidades!

, , , , ,