Rua virou um buraco imenso e as crianças têm que desviar do caminho para chegar à escola

Ao mesmo tempo em que uma obra traz melhorias para uma comunidade, a sua execução também poderá causar alguns transtornos. Essa realidade tem sido vivida pelos alunos do CMEI e da Casa da Criança, do Jardim Maranhão.

A Rua Francisco Drewniak, que passa em frente a estas instituições e está recebendo uma obra de asfaltamento, acabou se transformando numa imensa cratera, dificultando o acesso das crianças às instituições de ensino. Os pais estão contentes com as melhorias que estão sendo implantadas, mas também temem pela segurança dos seus filhos. “Não precisava interditar toda a rua, pois quase não temos por onde passar e as crianças arriscam cair no buraco, que virou pura lama”, disse uma das mães.

Uma outra mãe disse que com o asfalto o acesso à escola vai ficar mais fácil. “Antes isso aqui virava um caos quando chovia, e as crianças ficavam que era puro barro até chegar à escola. O buraco está incomodando um pouco, mas se for para melhorar, vale o esforço”, comentou.

O secretário de Obras Públicas, Conrado Farias de Albuquerque, explicou que o transtorno é questão de dias, pois o projeto original precisou ser modificado, a pedido dos próprios moradores, e foi necessária uma escavação para que o asfalto não ficasse num nível mais elevado do que as casas.

“Fizemos uma reunião com os moradores antes de começar a obra e eles se prontificaram em ter paciência com o problema, se prontificando até em ficar temporariamente sem acesso para os carros, e quanto aos estudantes, teriam que utilizar trechos alternativos para chegar até a escola. Transtornos como estes são comuns, pois fazem parte da metodologia da construção”, comentou o secretário.

VEJA TAMBÉM

Compartilhe